Ciao! Buongiorno! Buonasera! Come stai?

Aprender um idioma não é tarefa que acontece da noite para o dia, exige estudo, foco, paciência e muita força de vontade, mas disso todo mundo já sabe.

Tenho observado em alguns dos meus alunos que, a partir do nível B1 já adquiriram uma ótima capacidade de se comunicar em italiano, mas alguns ainda escorregam em alguns pequenos detalhes e, às vezes, sentem-se frustrados quando erram essas amenidades, porque sabem que se dedicaram com muito afinco para chegar até o nível intermediário do idioma.

Mas calma, gente! Para tudo tem remédio! Não quero entrar nas dificuldades de estruturas gramaticais e/ou tempos verbais mal aplicados, a ideia aqui é mostrar que alguns erros são mais fáceis de serem corrigidos do que imaginamos.

Então anote aí as 5 dicas a seguir, tenho certeza que muitos de vocês se identificarão com os seguintes detalhes:

1) Ancora, allora, adesso, anche, ma, mai…

Essas palavras tendem a ser uma pedra no sapato quando começamos a estudar o italiano, não é? São falsos cognatos tão presentes e frequentes no nosso falar que quando confundimos essas palavras, por vezes, sentimos um desânimo porque já conhecemos o significado de cada uma, mas a sonoridade com o português ou a semelhança entre elas nos faz errar.

A dica que dou para meus alunos é: anotem num papelzinho o significado de cada uma, façam uma colinha que fique bem ao alcance dos seus olhos e consulte sempre!

Apenas para recordar: ancora = ainda, allora = então, adesso = agora, anche = também, ma = mas, mai = nunca.

Quem sabe você não acrescenta à lista as palavras que você confunde? Ou, ainda, anote a diferença entre più e molto. Brinco com meus alunos que essa diferença tem que ser repetida como um mantra “più se usa para comparar”. Olha…até o momento a brincadeira tem feito efeito!

2) A data em italiano.

Parece besteira, mas a data em italiano é dita e escrita de forma diferente do português, as preposições não são usadas. Então dizemos: 7 settembre 2020.

É um detalhe tão pequeno, mas ele faz muita diferença e pode demonstrar que você tem um bom nível de conhecimento do idioma, sendo capaz de escrever de forma correta até mesmo os mínimos detalhes.

3) Mi piace x mi piacciono

Socorro! Esse verbo é de fazer arrepiar os cabelos! Primeiro de tudo: é um verbo que concorda com o objeto e não com o sujeito. Em seguida, é acompanhado de um pronome indireto.

Calma, respira, vamos traduzir tudo isso para uma linguagem mais fácil:

Se quero dizer, em italiano, que gosto de estudar, digo: Mi piace studiare. Se quero dizer que gosto de gelato: Mi piace il gelato.

Então a forma singular do verbo vem usada para: verbos no infinitivo e objetos no singular.

Agora, se digo que gosto das músicas italinas: Mi piaccino le canzoni italiana. Observe que o verbo mudou para o plural.

Já se eu quero dizer que a Maria também gosta de estudar, de sorvete e também gosta de músicas italianas: A Maria piace studiare;a Maria piace il gelato; a Maria picciono le canzoni italiane.

Observe que o verbo não mudou a sua forma de conjugar, manteve a mesma lógica: piace para singular e verbo no infinitivo e piacciono para o plural. É isso que significa que o verbo concorda com o objeto e não com o sujeito.

4) Verbos no imperfetto.

Quando aprendemos o passato imperfetto em italiano um dos erros mais comuns é conjugar o verbo na primeira pessoa terminando em -a. O que é perfeitamente normal para os falantes de português. Claro, nós dizemos: eu ia, eu fazia, eu comia…e assim por diante.

Mas em italiano a primeira pessoa nesse tempo verbal precisa terminar em -o: io andavo, io facevo, io mangiavo… Por que essa diferença é tão importante?

Observe a conjugação do verbo mangiare no imperfetto:

io mangiavo
tu mangiavi
lui/lei mangiava
noi mangiavamo
voi mangiavate
loro mangiavano

Captou a ideia? A vogal -a no final da conjugação do verbo indica a terceira pessoa singular, portanto, se quero falar de mim, preciso manter a coerência na hora de conjugar o verbo e usar a vogal final adequada para cada pessoa.

5) Esserci x avere

Quem nunca errou a aplicação desses dois verbos que atire a primeira pedra! Brincadeiras à parte é um erro muito comum entre alunos de todos os níveis. Mas podemos fazer algumas observações para que essa dificuldade seja sanada de uma vez por todas:

  1. O verbo esserci é a união do essere + ci = ou seja, aquela famosa particella CI que tem infinitos significados, mas neste caso é o clássico locativo. Ou seja, a existência de algo em algum lugar. Portanto: uso o esserci para indicar que algo existe em algum local. A Florianópolis ci sono 42 spiagge. Observe que o verbo esserci segue a mesma lógica do piacere, que vimos no ponto anterior, ele se conjuga apenas no singular e no plural. A Florianópolis c’è un albero antico. C’è para o singular e ci sono para o plural.
  2. Agora tente associar o verbo avere à ideia de posse e esse sim se conjuga em todas as 6 pessoas (io, tu, lui/lei, noi, voi e loro): Ho un libro preferito, Maria ha un cibo preferito, Noi abbiamo una canzone preferita….
  3. E se precisar de mais uma ajudinha: associe o verbo esserci ao verbo “existir” em português: Em Florianópolis existem 42 praias – A Florianópolis ci sono 42 spiagge. Em Florianópolis existe uma árvore antiga – A Florianópolis c’è un albero antico.

Atenção aos detalhes!

Se você ainda erra esses detalhes, relaxe, faça exemplos com eles, faça seus post-its e cole pela casa, não se preocupe! Não quero dizer que errar nesses pontos significa que você não fala bem o idioma, apenas quero atentar para que você não fossilize esses erros e não os carregue com você até seu nível C2 do idioma.

Busque ir afinando seu conhecimento de italiano e evolua ainda mais, melhore o que você já sabe e adquira, com o tempo, uma fluência ainda melhor.

Precisa de uma ajuda?

Entre em contato com a Italiano Descomplicado e venha conhecer nossas diversas modalidades de aulas, temos, inclusive, aulas de reforço para quem já estuda o idioma e precisa dar uma aprofundada em algum ponto, ou, ainda, aulas de conversação para quem já adquiriu uma certa fluência e quer praticar para não perder todo o conhecimento adquirido até o momento! Esperamos por você!